O prazer de Ler

 Sabe quando você começa a ler um livro e a cada frase, a cada parágrafo você vai se identificando com quase tudo que está escrito?! É como se sua vida estivesse ali ou como se a (o) autora (o) te conhecesse! Pois bem, comecei a ler agora a pouco e não resisti, tive que vir compartilhar com vocês. Com o livro O Prazer de Ler – Heloisa Seixas, descobre-se que o livro é para todos. Um momento de pausa na correria diária, uma fonte de inspiração, uma oportunidade para o novo. Basta dar uma chance e um deles estará à sua espera, companheiro, pronto para alcançar seus olhos e sua imaginação. Não chega a ser uma biografia, mas aqui Heloisa compartilha muito de sua vivência como leitora e escritora, conta-nos casos pitorescos e experiências pessoais que fala do prazer simples da leitura e que ajudam a revelar as diversas facetas do livro,…

Estou amando!

10838321_933977999946465_1331344722_n

#LeitoraIncessanteIndica #OPrazerDeLer #HeloisaSeixas #IndicaçãoDoDia #LivroDoDia #PorqueLerFazBem #QuemLerEvolui #Book #LerParaSer

Anúncios

100 dicas simples para prevenir o Alzheimer.

⠀⠀Muitas pessoas acreditam que não há nada que se possa fazer para prevenir o Alzheimer. Mas os cientistas estão provando que isso não é verdade.

Estudos recentes mostram que, com o estímulo certo, as chances de demência se reduzem de forma drastica. A cura ainda não existe, mas a ciência vem mostrando que a prevenção pode evitar o aparecimento dos sitomas.

Ao descobrir que carga o gene que aumenta as chances de desenvolver a doenca, a jornalista americana Jean Carpete passou a buscar formas de neutralizar essa ameaca. Assim, descobriu que atitudes surpreendentemente simples podem reduzir de forma considerável a probabilidade de desenvolver o Alzheimer, a perda de memória associada à idade e outras formas de demência.

Neste livro, a autora apresenta 100 dicas de como você pode se proteger desde já, independentemente de sua idade, de uma das doenças que mais intrigam a medicina. Pequenas ações diárias, em muitos casos prazerosas, podem fazer toda a diferença para que você envelheça de forma lúcida é saudável.⠀⠀

Considerações: O livro nos trás valiosas informações sobre essa doença que é considerada por muitos especialistas, como uma das doenças mais intrigante e presente na família.

Aprendi, pois pude ver de perto um membro da minha família sofrer com essa doença. O apoio dos familiares é tão importante quanto tomar o medicamento necessário. Paciência deve está presente, amor nunca deve faltar. 

Só digo-lhes uma coisa…

Leia! Apenas!

⠀⠀⠀

Barack Obama – A origem dos meus sonhos

Oi gente! 😊
#LeituraFinalizadaComSucesso 😁

#Sinopse
📝
Conheça Barack Obama, o maior fenômeno da vida pública norte-americana desde John Kennedy. Sem meias palavras, Obama revela neste livro detalhes de sua vida que mostram como um adolescente revoltado se transforma na grande aposta de renovação na maior potência global.
Nascido da miscigenação de raças e culturas – mãe branca norte-americana, pai negro africano e padrasto asiático –, ele é visto por muitos como um líder unificador, alguém que consegue transpor a barreira racial. Nesta obra, Obama, que é comparado a Kennedy por sua capacidade de animar os eleitores e oferecer uma nova liderança, revela a sua história e a de sua família e a forma como ele vê e encara o mundo.

“Provocante… Descreve de forma persuasiva o fenômeno de pertencer a dois mundos distintos e, consequentemente, não pertencer a nenhum.”
The New York Times Book Review.

Tá aí uma história de vida que eu só conhecia de forma artificial. Com mais de 400 páginas bem escrita, Obama descreve de forma sucinta a origem de seus sonhos e como chegou ao degrau máximo da política.

  
Com o mundo em meio a crise, acho que à leitura valha a pena. 😉

Toda poesia

Quem gosta de poesia, bem-vindos ao clube!
Li e recomendo. 📝 Vamos a Sinopse!
Na poesia contemporânea brasileira, poucos autores tiveram a bravura travestida de nonchalance do curitibano Paulo Leminski. Tal como Philippe Petit, o equilibrista francês que, em 1974, fez do temerário percurso sobre a corda estendida entre Torres Gêmeas um espetáculo de risco e cálculo, Leminski foi corajoso o bastante para se equilibrar entre dois enormes edifícios que rivalizavam naquela mesma década: a poesia concreta, de feição mais erudita e superinformada, e a lírica que florescia entre os jovens de chamada “geração mimeógrafo”.

Ao conciliar em seus poemas a rigidez da construção formal e o mais genuíno coloquialismo, o autor praticou ao longo da vida um jogo de gato e rato com leitores e críticos. Se por um lado tinha pleno conhecimento do que se produzira de melhor na poesia – do Ocidente e do Oriente -, por outro parecia comprazer-se em mostrar um à vontade que não raro beirava o improviso, dando um nó na cabeça dos mais conservadores. Pura artimanha, claro, de um poeta consciente e dotado das melhores ferramentas para escrever versos.

(…) A poesia de Paulo Leminski promove — com inteligência e sensibilidade — o encontro de muitos contrários: o rigor e a emoção, a erudição e a leveza, a vanguarda e o pop. Não por acaso Leminski é um dos autores que, tendo florescido nos anos 1970, continua influenciando poetas e letristas das novas gerações.

Esta edição reúne pela primeira vez toda a poesia já publicada do autor curitibano, mestre do verso lapidar e da astúcia. Livros hoje clássicos como Caprichos & relaxos, Distraídos venceremos e Lá vie en close, além de títulos raros como Quarenta clics em Curitiba, estão agora novamente à disposição dos leitores com inédito apuro editorial.
Toda poesia é uma verdadeira aventura – para a inteligência e a sensibilidade. 😍 Pensa numa leitura escorregadia e deleitosa, 👇🏼

 Reli umas 20x porque sou dessas 😌. 

#LivroTodaPoesia 

#PauloLeminski

#Leitura 

#LiteraturaBrasileira

#LeitoraIncessanteRecomenda

#PorqueEuLeioOQueMeAtrai  

O ano da leitura mágica

Que livro!…
#Sinopse: Nina Sankovitch sempre foi leitora praticante.

Quando criança, descobriu que ir à biblioteca itinerante local com as irmãs era mais empolgante do que um desfile de Carnaval. Os livros eram o elemento que mantinha a família de imigrantes unida. Quando a irmã mais velha morre, aos 46 anos, Nina se volta para os livros em busca de consolo, fuga e introspecção.

Em sua amada poltrona roxa, estabelece uma conexão entre livros e autores (e até mesmo com outros leitores), e sua vida muda profundamente, de maneira inesperada. A leitura, ela descobre, pode ser uma ótima terapia.

O͟ A͟N͟O͟ D͟A͟ L͟E͟I͟T͟U͟R͟A͟ M͟ÁG͟I͟C͟A͟ também conta a história da família Sankovitch: o pai de Nina, que escapou da morte por um triz na Bielo-Rússia durante a Segunda Guerra Mundial; os quatro ruidosos filhos, que lhe recomendavam livros ao mesmo tempo que a ajudavam a cozinhar e a limpar a casa; e Anne-Marie, sua irmã mais velha e inspiração, com quem Nuna compartilhou os prazeres da leitura, mesmo em seus últimos momentos de vida.

Em nossa cultura frenética, que nos faz ambicionar coisas melhores, maiores e em maior quantidade, a ousada jornada de Nina mostra como podemos melhorar a qualidade da vida cotidiana apenas reservando um pouco de tempo.
… 

 #Opinião
Que refúgio você usaria para tentar diminuir a dor pela perda de um ente querido?

Essa foi a pergunte que me fiz ao terminar essa leitura. Há livros que nos movem à ação , que nos movem à reflexão, e esse livro tem o dom.

Nessa leitura você descobrirá o verdadeiro poder dos livros, ela é dedicada a quem realmente gosta de ler, logo, os ratinhos de biblioteca vão se identificar com a história.

Essa é uma daquelas histórias que nos faz refletir nossos valores e laços familiar, sobre o que realmente importa em nossa vida. É um brinde a nós leitores e pelo o que nos tornamos a ser, livros!
Você se desafiaria a ler um livro por dia durante um ano, mesmo não sendo pelas mesmas condições de Nina?

… 

 
Descubra o verdadeiro poder dos livros!

Nota 4 numa escala de 0 a 5. 😉

Louca pelo garoto

O que fazer quando a festa de sessenta anos da sua amiga será no mesmo dia do aniversário de trinta do seu namorado?

É errado mentir a idade em sites de relacionamento?

O Dalai-Lama escreve os próprios tuítes ou será que ele tem um assistente?

Dormir com alguém depois de dois encontros e seis semanas trocando mensagens de texto é o mesmo que se casar depois de dois encontros e seis meses de troca de cartas nos tempos de Jane Austen? 

Às voltas com esses e outros dilemas modernos, Bridget Jones encara neste novo e aguardado romance os desafios de ser mãe solteira, adaptar-se ao mundo digital e redescobrir sua sexualidade numa fase que algumas pessoas chamam, de forma grosseira e ultrapassada, de “meia-idade”.
#Considerações

O primeiro livro que leio da autora.

A leitura é longa, engraçada, um pouco cansativa por ser repetitiva em alguns momentos e triste.

Bridget é uma mulher engraçada e trapalhona, mas as angústias e anseios dela aos 50 me parecem bem menos maduros do que os meus aos 32. Porém é bem legal vê-la de um jeito tão peculiar que caracteriza muitas mulheres por aí. Gostaria de ressaltar que tudo de mais idiota que uma pessoa pode fazer aos 30 anos ela faz aos 50, e isso me incomodou bastante.

Eu sei que deveria ler os livros anteriores da história de Bridget, mas não sei se tenho paciência, talvez se não pelo fato dela ter corpo de 50 e cabeça de 20 eu leria, contudo a leitura não é ruim mas também não é ótima.

Enfim, achei um livro encantador e um pouco divertido, porém fraco, com um final de novela mexicana.

Numa escala de 0 a 5, eu dou (3,5). 😀 

 

Por Lugares Incríveis

“A cadência do sofrimento começou.” — Cesare Pavese

Eu 

Estou

Em

Pedaços. (Finch)
Assim começa minha indicação de leitura. Intrigante e triste, eu sei, mas vocês vão entender o porquê.
Sinopse: Violet Markey tinha uma vida perfeita: amigos populares, um namorado lindo, um futuro estudando escrita criativa em Nova York e várias ideias para a revista on-Line que dividia com sua irmã, Eleanor. Mas todos os seus planos deixam de fazer sentido quando as duas sofrem um acidente de carro e apenas Violet sobrevive.

Sentindo-se culpada pela morte da irmã, Violet para de escrever, se afasta de todos e tenta descobrir como seguir em frente.

Theodore Finch encarna um personagem diferente a cada semana — Finch anos 80, Finch Fodão, Finch largado — e sempre faz o que dá na telha. Essa personalidade imprevisível não raro acaba lhe trazendo problemas, e logo ele se torna o esquisito da escola, perseguido pelos valentões e chamado de “aberração” por onde passa. Para piorar, o garoto é obrigado a lidar com longos períodos de depressão, um pai violento e a apatia do resto da família.

Enquanto Violet conta os dias para o fim das aulas, quando poderá ir embora da cidadezinha onde mora e aplacar o luto que sente pela ausência da irmã, Finch pesquisa diferentes métodos de suicídio e imagina se conseguirá levar algum deles adiante.

Em uma dessas tentativas, ele vai parar no alto da torre do sino da escola, para sua surpresa, encontra Violet, também prestes a pular. 

“Esta é uma história sobre a vida é a morte, a esperança e o luto, a luz e a escuridão.

Mas, acima de tudo, é uma história de amor.”

Dois jovens prestes a escolher a morte despertam um no outro a vontade de viver.”

“A jornada deles, que começa no topo de uma torre, é adorável e inteligente e corajosa. Vai partir seu coração e relembrar o que significa estar vivo.”
#Considerações

Finch é um garoto que precisa de ajuda, mas ninguém reconhece, por ele ser adolescente, – e adolescente tem fases. Violet por sua vez, precisa de uma injeção de ânimo e saber que as coisas acontecem quando tem que acontecer, e que não podemos mudar os fatos.

So Deus sabe o quanto fiquei emocionada ao terminar esta leitura e que, até hoje, ainda me rouba as palavras ao tentar descrevê-lo.

Poucas histórias consegue me deixar assim. Essa história permanece por tanto tempo em meus pensamentos que só agora consegui compartilhar, e, não é todo personagem que lhe comove de forma tão verdadeira e profunda.

E um dia, se eu vier a falar mais detalhadamente sobre ele, saibam que nada do que eu disser vai fazer jus ao que esse livro representa.

Agora vocês sabem o porquê de eu ter começado esta indicação de forma triste (rsrs) 

 

A história de um milagre

“Existem dois princípios na vida, o da incerteza que vivemos constantemente, e da certeza que é inquestionável.” —A história de um milagre.
Ah gente, com o perdão da expressão, a vida é foda e a morte mais ainda 😁. Se bem que não existe morte de fato, porém a autora ficou entre a vida e a morte.

O livro conta a história de vida da autora, que após realizar seu maior sonho, o de ser mãe, se vê acometida de uma septicemia gravíssima, com expectativa de 48 horas de vida.

Após ser desenganada pelos médicos, Bianca mergulha num mundo paralelo, onde sentia tudo, mas não podia se expressar…

A história é dividida em capítulos sugestivos ao conteúdo permeado por muitos depoimentos e com fotos reais.

Confesso que o início é um pouco cansativo e me fez quase desistir, a autora causou um certo exagero nos prefácios, nas dedicatórias e nos agradecimentos.

O que mais me chamou a atenção neste livro foi a capa e o título, quanto a história…ah, não gostei 😏, mas não se baseie na minha opinião, você precisa ler, ainda que você não seja evangélico! 

 

Pó de lua

“Engraçado o modo como as pessoas se ANIMAM.

—E CONFUNDEM alegria com euforia só porque elas RIMAM”.

Que livro é esse meu Deus?! Repleto de delicadeza, ternura, sentimento…de amor.
Com certeza é um dos livros mais fofos que li este ano.

Ah, Clarice, minha filha, você me pegou pelas mãos  e colocou água em meus olhos. 

Sim, eu choro com livros fofos, principalmente quando tocam meu 💜. RECOMENDO em letras maiúsculas essa linda e sensível leitura! 
#Considerações
De leitura fácil, “Pó de lua” vai te fazer dizer: ‘Onw que fofo!, Ai, que lindo!’ E por aí vai. Ok, pode parecer muito adocicado para muita gente, mas vamos combinar, não é, a vida já é azedinha demais, estão um pouco de doçura não faz mal a ninguém. 

 Aproveite!!!

O menino da lista de Schindler 

 Vamos a sinopse 😉 

📝📚📝📚📝📚📝📚📝📚📝📚📝

Um pequeno vilarejo, os irmãos, os amigos, as corridas nos campos, os banhos de rio: essa é a verdadeira história de Leon, a história de um mundo despedaçado pela invasão dos nazistas. Quando em 1939 o exército alemão ocupou a Polônia, Leon tinha apenas dez anos.

Logo ele e sua família foram confinados no gueto de Cracóvia junto à milhões de outros judeus. Com um pouco de sorte e muita coragem, o menino conseguiu sobreviver ao inferno e foi contratado para trabalhar na fábrica de Oskar Schindler, o famoso empreendedor que conseguiu salvar mais de mil e duzentos judeus dos campos de concentração.

Neste testemunho que ficou por tanto tempo inédito, Leon Leyson nos conta sua extraordinária história, na qual, graças à força de um menino, o impossível se tornou possível.

O menino da lista de Schindler é um legado de esperança é um chamado para que todos nós nos recordemos daqueles que não tiveram a chance de amanhã.
A história do menino mais jovem salvo por O͟S͟K͟A͟R͟ S͟C͟H͟I͟N͟D͟L͟E͟R͟, intensa e real como O diário de Anne Frank.
OBs:”Leon Leyson era um homem excepcional e um professor talentoso. Serei eternamente grato a Leon por ter dado seu testemunho para a USC Foundation. Nós o preservaremos para sempre a fim de que as próximas gerações possam ser inspiradas por sua vida extraordinária. O mundo não será o mesmo sem ele, mas temos sorte por poder contar com sua autobiografia.”

–STEVEN SPIELBERG, diretor do filme A lista de Schindler e ganhador do Oscar®. Já estou quase no final da leitura e confesso que não quero que termine, a leitura é linda, envolvente, delicada,…triste.
#Considerações

Esta história de fato é uma daquelas que não conseguimos ler sem criarmos cenas em nossas cabeças, pois a história é forte e nos arrebata para dentro dela. É claro que Oskar 

  Schindler foi um dos provedores dessa crueldade insana ao fabricar bombas e armas para o genocídio durante a guerra e seu arrependimento foi tardio, mas aqueles que foram salvos por ele agradecem. Se você ainda não leu essa história, LEIA! E se já leu talvez possa imaginar a dor, o sofrimento, as angústias, medo, fome, frio e com a total descrença no ser humano que os  judeu sentiram. 

Eu adoro ler histórias verídicas e sobre a Segunda Guerra Mundial, alguém mais?! ☺️